terça-feira, 25 de julho de 2017

Você e eu.


Você, que foi ou ficou, que vai e volta, que me liga e depois não responde minhas mensagens. Você, que me olha a festa inteira mas não se mexe um centímetro. Você, que faz mil planos e some. Você, que joga charme, consegue o que quer e vai viver sua vida. Você, esperto, que a idade calejou. Você, novinho, que achou que tinha encontrado a solução da vida, mas não viveu o suficiente para saber. Você, que tira minha roupa, mas tem zero interesse na minha verdadeira nudez. Você, que gosta de me ter do lado pros outros verem. Você, que eu quis do lado para os outros verem. Você, desejado por todas e desejando todas. Você, rockstar, too cool pro hype de amar. Você, que me ama e eu não amo. Você, que tem tudo a ver comigo, mas o timing não coincidiu. Você, que mesmo depois de anos, continua falando mal de mim, mas não perde uma oportunidade de me despir com os olhos. Você, que agora sai com uma mina nada a ver com você. Ou sei lá, talvez tenha. Você, com quem eu fantasiei o amor que eu quero. Você, que tinha a calma que eu precisava, mas não a loucura que me move. Você, que mesmo longe, não está longe o suficiente. Você, que não sabe nem mesmo quem você é. Você, cheio de potencial, mas totalmente perdido. Não se preocupe, estamos todos. Você, que até hoje, gosto mais da sua mãe do que de você. Você, que me dá preguiça.  Você, que eu me entreguei e fez eu desejar nunca mais repetir esse erro. Você, que eu não vejo mais. Você, que era amizade ou desejo? Você, pra quem eu quero me entregar. Você, que eu morro de saudade. Vocês, pra quem eu dedico meus escritos. Você, que eu ainda não encontrei.


Vocês. E eu.